mitos-e-verdades-sobre-os-cuidados-solares

São imensas as suposições que se fazem à cerca da proteção solar, nomeadamente no que toca ao seu relacionamento com o bronzeado, a sua utilização quando não está em exposição solar direta ou até se impede à absorção da Vitamina D.

Para que não te deixes levar por teorias não validadas, hoje viemos esclarecer tudo com Mitos e Verdades!

1. Os protetores solares não deixam bronzear.

Mito! Estes é um dos maiores mitos em torno da utilização da proteção solar. Os protetores solares bloqueiam os filtros nocivos mas não impedem a produção de melanina que faz aumentar o bronzeado. Um dos maiores exemplos que podemos dar é o facto das crianças usarem protetores solares com SPF50+ e mesmo assim ficarem bronzeadas.

2. Posso usar protetores solares de anos anteriores para não desperdiçar.

Mito! Grande parte das primeiras exposições solares resultam em escaldões não só porque a pele não estava preparada para lidar com os raios solares mas também porque aproveitamos para gastar os restos de protetor que sobraram do ano passado.

Os cuidados solares têm, geralmente, 1 ano de validade depois de aberto. Contudo, há um fator fundamental que faz com que esta validade possa reduzir drasticamente: o calor! Por outra palavras, se o protetor está contigo na praia, na piscina e há muito calor, é normal que não estejam bons de um ano para o outro.

3. O mesmo protetor solar para o corpo todo.

Mito! As necessidades da nossa pele mudam quando falamos do corpo e do rosto. Se não usamos creme de corpo na cara por ser demasiado “gorduroso”, então o raciocínio deverá ser o mesmo relativamente ao protetor solar. Além disso, os protetores também podem ter características especiais adaptando-se à pele oleosa, acneica ou com manchas. Assim, adapta o protetor solar às necessidades da tua pele do rosto e outro às necessidades da tua pele do corpo.

Se quiseres saber mais sobre este tema vê: Porque deve usar protetor solar diferente no rosto e no corpo >>

4. As pessoas morenas também precisam de protetor solar.

Verdade! As pessoas morenas têm mais quantidade de melanina, a proteína que funciona como espécie de protetor natural da pele e que é responsável pelo bronzeado ou tonalidade. No entanto, apesar de terem mais melanina não são imunes aos raios solares e por isso podem desenvolver na mesma cancros de pele ou outros problemas associados à exposição sem proteção.

5. Faz sentido aplicar protetor solar 30 minutos antes da exposição ao sol.

Verdade! A maioria dos protetores solares precisa de tempo para se adaptar à pele e começar a fazer o seu efeito. Os únicos que excluímos desta lista são os protetores minerais que, por serem filtros físicos, começam a proteger a pele no imediato.

6. Se usar protetor solar diariamente estou a prevenir o envelhecimento.

Verdade! Uma grande parte do envelhecimento está relacionada com o “fotoenvelhecimento”, ou seja, diretamente ligado à exposição solar e aos danos causados pela mesma. Isto acontece porque os raios UVA quando atingem a pele conseguem chegar a uma parte mais profunda e danificar as fibras de colagénio e elastina, diretamente ligadas com a firmeza e sustentabilidade da pele.

Desta forma, se protegeres a pele com um cuidado solar estarás a bloquear os raios UVA, principais culpados pelo fotoenvelhecimento.

7. Usar protetor solar SPF30 e SPF50+ não é a mesma coisa.

Verdade! Apesar de ambos os filtros estarem relacionados com a proteção elevada, não é nem nunca será a mesma coisa aplicar um protetor com SPF 30 ou com SPF 50. Isto porque o índice de proteção indicado nas embalagens está relacionado com a percentagem de bloqueio da radiação. Principalmente quando falamos pessoas com pele sensível, reativa, intolerante ou atópica é fundamental optar por um SPF50+.

8. Devo aplicar pouca quantidade de protetor solar para durar o Verão todo.

Mito! Há uma quantidade adequada na utilização de solares para que possam proteger a pele de forma correta. O ideal será teres como medida a utilização de 2 dedos para cada zona, ou seja, 2 dedos de protetor para cada braço, barriga e assim sucessivamente.

9. As crianças também podem utilizar protetores de adultos porque o SPF é o mesmo.

mitos-e-verdades-sobre-os-cuidados-solares-protetor-solar-para-criança

Mito! Ainda que possamos estar a falar do mesmo índice de proteção a verdade é que os protetores infantis têm outras características que vão além de ter “SPF 50”. Claro está que as crianças estão mais expostas a agressores externos porque passam mais tempo na água e na areia, assim, os protetores infantis são mais resistentes para que a proteção solar se mantenha durante mais tempo.

É fundamental que utilizes um protetor solar infantil nos mais pequenos, que os protejas dos raios solares na hora de maior calor e que até pelo menos 1 ano de idade optes por protetores solares minerais.

10. Se ficar à sombra devo aplicar na mesma protetor solar.

Verdade! Mesmo estando debaixo do chapéu de sol há raios solares que passam e que agridem a pele. Mais não seja porque terás de chegar à praia, colocar o chapéu de sol e acabarás por também sair de lá, por isso, haverá uma altura em que inevitalvelmente há mais exposição do que se pretendia.

11. Não devo usar protetor solar porque preciso de vitamina D.

Mito! A preocupação com a vitamina D ganhou outro ênfase quando começou a teoria de que a utilização de proteção solar influenciava a absorção da mesma.

Primeiramente, os danos que os raios solares vão causar na pele com a falta de proteção será bem superior à carência desta vitamina. Ainda assim, após vários estudo feitos nesse sentido, a Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo mostrou que a proteção solar não impede a absorção de vitamina D.

12. Usar protetor solar causa acne.

Mito! Ainda há várias pessoas que não utilizam protetor solar porque dizem que faz acne, aumenta as borbulhas ou deixa a pele oleosa. Isto acontece porque não usam um protetor solar adequado para a sua pele. Existem protetores para cada tipo, sendo que neste caso o melhor será escolher uma textura fluida, oil-free e até anti-acne.

Se tens dificuldade em escolher um protetor solar para o seu rosto, vê este nosso artigo >>

13. Aplicar protetor na pele seca ou molhada pode interferir na sua eficácia.

Verdade! A maioria dos cuidados solares está feito para ser aplicado em pele seca, só assim conseguimos garantir a sua correta absorção. Contudo, têm surgido no mercado protetores solares que podem ser aplicados em pele molhada, garantindo a mesma eficácia. Estes protetores são conhecidos por “Protetores Wet Skin“. Verifica sempre as instruções de forma utilizares o teu protetor corretamente!

Em suma, considera este nosso artigo para fazeres um correta utilização dos cuidados de solares, assim, podes tirar o máximo proveito do sol com toda a segurança.

26 Partilhas